Banner

postheadericon Cruzeiro acerta a contratação de meio-campista argentino Mancuello, do Flamengo

Gilvan de Souza/Flamengo/Divulgação
Cruzeiro acertou nesta quarta-feira a contratação de Federico Mancuello, versátil jogador do Flamengo. Nos próximos dias, o jogador de 28 anos chegará a Belo Horizonte para assinar vínculo de três temporadas, com opção de renovação por mais uma.
Os valores da transferência ainda são mantidos sob sigilo, mas a diretoria cruzeirense deve esclarecer os passos da operação assim que anunciar Mancuello como sétimo reforço de 2018. Segundo informações daESPN, o Flamengo embolsará US$ 1,8 milhão de dólares (quase R$ 6 milhões) pela venda de 60% dos direitos econômicos do jogador.

No portal da transparência do clube carioca consta um débito de aproximadamente R$ 2 milhões com o Independiente. O valor é referente à última parcela da compra de 90% dos direitos de Mancuello, que foi acertada por US$ 3 milhões (R$ 12 milhões na cotação da época) em janeiro de 2016.

Volante de origem, Mancuello também atua como meia e lateral-esquerdo. É o jogador polivalente ao qual o vice-presidente de futebol Itair Machado fez referências em entrevista na última segunda-feira. Canhoto, o argentino cumprirá função semelhante ao do compatriota de Ariel Cabral no elenco celeste.
Mancuello deverá herdar a camisa 11 que pertencia a Alisson (trocado com o Grêmio por Edílson). Foi esse número que o gringo usou pelo Flamengo de 2016 a 2017 e em parte de sua trajetória no Independiente.

Em 2018, a diretoria cruzeirense também contratou o lateral-direito Edílson (ex-Grêmio), os laterais-esquerdos Egídio (ex-Palmeiras) e Marcelo Hermes (emprestado pelo Benfica-POR), o volante Bruno Silva (ex-Botafogo) e os atacantes David (ex-Vitória) e Fred (ex-Atlético). Por outro lado, saíram do elenco o volante Hudson (São Paulo), os meias Alisson (Grêmio) e Elber (Bahia), o lateral-esquerdo Bryan (Vitória) e o lateral-direito Lennon.

Trajetória de Mancuello

Federico Andrés Mancuello, de 28 anos, nasceu em Reconquista, na Argentina, e foi formado nas categorias de base do Independiente. Depois de breve passagem pelo Belgrano, entre 2011 e 2012, o jogador se consolidou com a camisa do maior campeão da Libertadores e ganhou fama de volante artilheiro.

Dos 21 gols anotados em 174 partidas pelo Independiente, 13 foram nos anos de 2014 e 2015 (38 jogos). Os chutes precisos de longa e média distância e as infiltrações como elemento surpresa chamaram a atenção do Flamengo, que o adquiriu em janeiro de 2016.

Pelo rubro-negro, Mancuello contabilizou 66 partidas (42 como titular), marcou 10 gols e contribuiu com 10 assistências. O jogador, no entanto, não repetiu no Rio de Janeiro as atuações que o consagraram na Argentina e foi colocado na lista de disponíveis para transferência.

Com convocações para sua seleção no currículo, Mancuello fez um gol de falta pela albiceleste na vitória por 2 a 0 sobre El Salvador, em amistoso disputado no dia 28 de março de 2015, nos Estados Unidos. No mesmo país, ele enfrentou o Equador três dias depois e ajudou a Argentina a ganhar por 2 a 1.
fonte: mg.superesportes.com.br