Banner

postheadericon Com gol de ex-Grêmio, Porto goleia o Monaco e 'consolida' franceses como lanternas do Grupo G

Pela última rodada da Champions League, o Porto recebeu o Monaco e venceu por 5 a 2 com facilidade. O confronto foi observado pelo filho de Tite, Matheus Bacchi, a serviço da Seleção Brasileira. Estavam em campo os brasileiros Felipe e Alex Telles, pelo Porto, e Jemerson pelo Monaco. Tiquinho Soares, do Porto, entrou no segundo tempo e Fabinho, do Monaco, não jogou.

Com a vitória, o Porto foi a 10 pontos e confirmou a vaga para as oitavas de final, desbancando o Leipzig, que perdeu para o Besiktas por 2 a 1 no outro jogo do grupo G. O Monaco termina a competição na lanterna do grupo, com 2 pontos e nenhuma vitória em seis jogos.

O jogo

O Porto pressionou desde o primeiro minuto e logo foi recompensado. Aos 8 minutos, Aboubakar recebeu de Brahimi na área e aproveitou uma falha da defesa para abrir o placar.

O Porto seguiu pressionando e, aos 32 minutos, Aboubakar ampliou a vantagem. O artilheiro recebeu na área, cortou a marcação de Glik e chutou rasteiro para marcar seu quinto gol na competição.

Com 38 minutos, Felipe, do Porto, e Ghezzal, do Monaco, foram expulsos por se agressão mútua após uma falta do zagueiro brasileiro.

O Porto continuava superior e anotou o terceiro gol aos 44 minutos. Aboubakar deixou Brahimi na cara do gol e ele não perdoou. A defesa do Monaco não estava bem na partida.

O Porto voltou do intervalo tentando apenas cadenciar o jogo, sem pressionar como na primeira etapa. Com isso, o Monaco passou a atacar mais, mas a posse de bola ainda era do Porto.

O Monaco conseguiu diminuir aos 15 minutos. O árbitro viu toque de mão de Marcano na área e marcou pênalti, que Glik cobrou para marcar o primeiro tento do time francês no jogo.

Mas pouco depois a vantagem voltou a três gols. Aos 19 minutos, o brasileiro Alex Telles chutou de fora da área e marcou um belo gol, o quarto do Porto no jogo.

Com 21 minutos, entraram em campo os dois ex-jogadores do Porto no Monaco: Falcao Garcia e João Moutinho. A alteração foi muito aplaudida no Estádio do Dragão.

O próprio Falcao Garcia diminuiu a vantagem aos 32 minutos. O colombiano aproveitou o cruzamento de Baldé e cabeceou para marcar o segundo do Monaco, gol que foi aplaudido pela torcida do Porto.

Mas novamente o Porto ampliou para três gols a vantagem. Aos 42 minutos, Tiquinho Soares recebeu cruzamento de Ricardo Pereira e cabeceou para fechar o placar em 5 a 2.

fonte: foxsports.com.br

Última atualização (Qua, 06 de Dezembro de 2017 20:14)