Banner

postheadericon Atlético melhora na etapa final, usa a cabeça para virar sobre o lanterna e se reabilita

O Atlético usou a cabeça para voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. Depois de um primeiro tempo para ser esquecido, a equipe voltou bem do intervalo e virou sobre o lanterna Atlético-GO com dois gols de bola aérea, marcados por Fred e Elias. O triunfo marca a reabilitação alvinegra após dois jogos sem vitória na competição.

O primeiro tempo do Atlético não foi bom. A equipe alvinegra não conseguiu produzir absolutamente nada e ainda saiu perdendo. Na etapa final, a entrada de Robinho mudou o jogo. O ataque atleticano se movimentou mais e buscou a virada em duas jogadas aéreas.

Com a vitória, o Atlético subiu para o 9º lugar, com 20 pontos somados. Já o Atlético-GO segue na lanterna, com apenas 8 pontos.

O Atlético volta a campo na quarta-feira, às 21h45, contra o Bahia, no Independência. Já a equipe goiana visita o Sport, quinta, às 19h30, na Ilha do Retiro.

O jogo


Roger Machado poupou Marcos Rocha e escolheu Marlone na disputa com Robinho. Adilson ganhou a vaga de Yago no time. Mas, diferente do imaginado, o volante jogou mais avançado, aparecendo para as raras jogadas do time no campo de ataque.

O primeiro tempo do Atlético foi irreconhecível. O goleiro Felipe, assim como a defesa do lanterna do campeonato, não teve trabalho algum. O Alvinegro não atacou, não criou, não ameaçou o adversário. A única finalização, de Marlone, passou sem perigo.

O jogo estava fraco até uma falta do lado esquerdo do ataque goiano. Bruno Pacheco levantou na área, Fred tentou cortar, mas a bola caiu no pé de Igor, que bateu de primeira e marcou um bonito gol: 1 a 0. O time da casa ainda criou mais duas oportunidades, com Niltinho e Paulinho, mas Victor salvou o Galo duas vezes.

Para o segundo tempo, Roger Machado fez duas mudanças: Robinho no lugar de Marlone, e Matheus Mancini na vaga de Bremer, que já tinha amarelo e corria risco de expulsão. O Atlético voltou mais avançado, jogando mais no campo do adversário. Mas num erro de saída de bola, Victor foi obrigado a fazer mais um milagre e salvar o Atlético.

Aos poucos o Galo foi avançando a marcação. A entrada de Robinho deu mais mobilidade ao ataque atleticano, que passou a incomodar o adversário. Aos 11’, o time chegou ao empate na mesma moeda do rival goiano. Cazares cobrou falta e Fred cabeceou firme para balançar as redes: 1 a 1. E o time alvinegro seguiu pressionando, criando chances.

E quando o Atlético-GO teve uma falta para cruzar na área e não soube aproveitar, o Galo saiu rápido em velocidade, trocou passes até a bola chegar em Alex Silva. O lateral cruzou no segundo pau e Elias, livre, cabeceou firme para a virada: 1 a 2.

O Atlético ainda teve gols de Robinho e Fred anulados. No fim, Roger ainda promoveu a estreia de Gustavo Blanco. A equipe alvinegra controlou o resultado até o fim e voltou a vencer no Brasileirão.

ATLÉTICO-GO 1 X 2 ATLÉTICO

ATLÉTICO-GO

Felipe Garcia; André Castro (Jonathan), Gilvan, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão Silva, Igor (Luiz Fernando), Paulinho e Jorginho (Andrigo); Niltinho e Walter
Técnico: Doriva

ATLÉTICO
Victor, Alex Silva, Bremer (Matheus Mancini), Gabriel e Leonan; Rafael Carioca, Adilson, Elias e Cazares (Gustavo Blanco); Marlone (Robinho) e Fred
Técnico: Roger Machado

Gols:
Igor, aos 23 minutos do primeiro tempo; Fred, aos 11, e Elias, aos 27 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Paulinho, Bruno Pacheco (ATL); Bremer, Victor, Robinho (CAM)

Motivo: 14ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Olímpico, em Goiânia
Data e hora: domingo, 16 de julho, às 16h

Árbitro: Pablo dos Santos Alves - PB (CBF)
Assistentes: Oberto da Silva Santos - PB (CBF) e Kildenn Tadeu Morais de Lucena - PB (CBF)

fonte: mg.superesportes.com.br